O Facilitador | Paulo Najar

Arquivo da categoria: TI

Comentários Prova IF-SC 2015

Professor Paulo Najar

Queridos alunos(as):

Faço aqui meus comentários sobra a Prova do Instituto Federal de Santa Catarina realizado no domingo (08/11/2015).

A prova ficou dentro da expectativa, sendo cobrado dos candidatos(as) conceitos básicos de processamento eletrônico de dados.

Acredito que os(as) candidatos(as) que se prepararam conosco não tiveram dificuldade em gabaritar a prova, pois, em nossa preparação, tivemos a oportunidade de trabalhar todos os assuntos cobrados

Foram duas questões de planilhas (17 e 20), uma de software livre (19), duas de hardware (16 e 18).e uma de Redes/Internet/Correio Eletrônico (15).

Clique aqui e leia os comentários completos.

COMENTÁRIOS PROVA PREFEITURA DE PALHOÇA – Informática

Professor Paulo Najar

Queridos(as) Alunos(as):

Foi realizado no último domingo (01/11/2015)  A prova elaborada pela Banca FEPESE para a Prefeitura de Palhoça.
A prova ficou dentro da expectativa.
Foram exigidos os assuntos:
– M. Windows (duas questões).
– M. Word (duas questões)
– M. Excel (uma questão).

A FEPESE seguiu um padrão que vem adotando ao cobrar questões de atalho de teclas, recursos possíveis e comandos da interface do sistema operacional e aplicativos.
O grau de dificuldade foi básico, o que permitia que os candidatos gabaritassem a parte de informática.
Todas as questões estão corretas, não permitindo recurso.

Clique e baixe os comentários completos.

Grande abraço a todos(as) e BOA SORTE!!!

 

Cinco razões que fazem o Ubuntu 9.10 melhor que o Windows 7

Nova versão do Linux (e praticamente qualquer outra distribuição) faz tudo que se precisa no PC, por menos dinheiro e problemas

Antes de qualquer coisa, devemos lembrar que o sistema Linux é diferente do sistema Windows. Portanto, “drivers” compilados no Windows dificilmente conseguirão ser instalados no Linux com sucesso, e vice-versa. Se você usa algo dentro do Linux, tem que usar um driver compilado “para Linux”.

Para entender sobre drivers
A palavra inglesa “driver” significa “motorista”, e no mundo da computação esse título não seria menos apropriado para um software que executa uma função de “dirigir” componentes eletrônicos como se fossem automóveis no confuso estacionamento do sr. Kernel.